quarta-feira, 27 de agosto de 2014

O ANALFABETO POLÍTICO

  
O texto ao lado, é uma poesia clássica do Alemão Bertolt Brecht (1889-1956), pensador marxista e autor de vários poemas nos quais discute a ordem do sistema vigente. Brecht continua sendo atual e seu pensamento instiga a nossa reflexão sobre qual tipo de eleitor seremos na eleição que se aproxima. Continuaremos adotando a postura do Analfabeto Político discutido por Brecht, ou iremos fazer as escolhas de acordo com a nossa consciência, e após a eleição cobrarmos/fiscalizarmos as ações dos eleitos?

A importância do exercício da democracia através do voto.


Estando próximo do 1º turno das eleições gerais 2014, discutirmos a importância do exercício da democracia através do voto torna-se relevante para fomentar as discussões nas aulas na área de humanas, em especial a disciplina de Sociologia.
Por que votar? Por que voto no meu candidato(a)? Considero estes questionamentos relevantes para fomentação da discussão crítica sobre o exercício do voto.
A curta-metragem boca da urna (2004), produzido no Rio de Janeiro, analisa opiniões de eleitores sobre o voto. Então lanço o seguinte desafio para realização desta tarefa virtual.
Assistam o vídeo e escolham a opinião de um dos entrevistados, em seguida produzam um comentário sobre a opinião escolhida.


quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Maioridade Civil e Penal

Esta é uma discussão a qual sempre surge posicionamento contraditório, no Brasil ainda não existe consenso, e nossa legislação define a emancipação civil a partir dos 18 anos. Os defensores dos Direitos Humanos, contrários a redução da maioridade, alegam que a mesma não traria benefício para a criança e o adolescente tão pouco para o sistema carcerário brasileiro, o qual sabemos que é desumano. Será que aprisionando um adolescente que praticou um ato infracional estariamos de fato sanando o problema da violência no nosso país?
Os defensores da redução, afirmam que lugar de bandido é na cadeia, pois se uma criança ou adolescente é capaz de projetar um ato infracional, ele também é capaz de discernir entre o lícito e o ílicito, e ciente, da ilegalidade dos seus atos deveria responder penalmente.
Agora a discussão é com vocês, reunam-se em grupo e publiquem sua opinião!!
Corpo, mídia e Cultura

Na discussão desta aula, observamos o quanto a mídia interfere no nosso cotidiano, ditando não apenas a nossa forma de pensar e agir, sendo capaz inclusive de formar sujeitos acríticos, incapazes de mudar a realidade existente.
Partindo desta discussão, estudamos o texto Corpo, mídia e cultura, onde pudemos refletir sobre a ação da mídia ao ditar também o modelo de corpo que deve ser perfeito, atraente, basta percebermos o corpo das atrizes, dos atores que são exposto na TV e nas propagandas que cada vez mais exploram o corpo, enquanto objeto de sedução e desejo.
Partindo desta discussão, produza um comentário em grupo, sobre a influência da mídia, no CORPO e na MODA, como forma de alienação das pessoas.

Disponível em: http://fashionview.wordpress.com/2008/11/ Acessado em: 26/08/2009


domingo, 19 de abril de 2009

Globalização!!!


Nome dado ao amplo processo de interligação econômica e cultural que marcou o mundo no fim do século XX, devido sobretudo ao crescimento vertiginoso dos principais centros nervosos das sociedades modernas: os mercados financeiros e as redes de informação
A repercussão instantânea, na América do Sul, de crises financeiras na Ásia, a fabricação de produtos de prestigiosas marcas européias ou americanas na Malásia, Tailândia etc. e a formação de cadeias de televisão mundiais são aspectos de uma mesma tendência, a globalização, que caracterizou o mundo no fim do século XX.
Entende-se por globalização o processo de interligação econômica e cultural, em nível planetário, que ganhou intensidade a partir de 1980, devido sobretudo ao crescimento vertiginoso dos principais centros das sociedades modernas. O fenômeno decorre basicamente da expansão dos sistemas de comunicação por satélites, da revolução da telefonia e da presença da informática na maior parte dos setores de produção e de serviços, inclusive por meio de redes planetárias como a internet. Impulsionada por notáveis transformações tecnológicas e por uma onda de simpatia pelas teses ditas neoliberais, o fenômeno da globalização se consolidou com a queda dos regimes comunistas na Europa e a abertura econômica na China.
No plano econômico, a globalização se traduz por maior abertura no comércio externo e por uma rapidez sem precedentes no movimento de capitais, permitindo a investidores colocar dinheiro num país e retirá-lo em segundos. Essa instantaneidade no funcionamento do mercado faz com que uma crise local, como a do México em 1994 e a dos países asiáticos em 1997, derrube as cotações das principais bolsas e tenha reflexos imediatos em vários países. O grande número de fusões ocorridas a partir de 1995 e o predomínio de gigantescas empresas transnacionais fazem parte do mesmo processo.
Na década de 1990, eram muitas as vozes que deploravam os efeitos da globalização, acusada de gerar desemprego em várias regiões, além de ameaçar a ordem mundial por reduzir o poder de decisão dos países e organismos internacionais em face do poder das grandes empresas e corporações financeiras.

Acessado em:19/04/2009

quarta-feira, 1 de abril de 2009















http://www.brasilescola.com/upload/e/classe%20social%20e%20desigualdade.jpg
http://img153.imageshack.us/img153/644/desigualdadesocialte5.jpg

Filho Do Dono

Petrúcio Amorim

Composição: Petrucio amorim

Não sou profeta
Nem tão pouco visionário
Mas o diário desse mundo
Tá na cara
Um viajante na boleia do destino
Sou mais um fio
Da tesoura e da navalha

Levando a vida
Tiro versos da cartola
Chora viola
Nesse mundo sem amor
Desigualdade
Rima com hipocrisia
Não tem verso nem poesia
Que console o cantador
A natureza na fumaça se mistura
Morre a criatura
E o planeta sente a dor

O desespero
No olhar de uma criança
A humanidade
Fecha os olhos pra não ver
a ambição o desamor a ignorância
aumenta o crime e cresce a fome do poder

Boi com sede (bis)
Bebe lama
Barriga seca
Não da sono
Eu não sou dono do mundo
Mas tenho culpa
Porque sou filho do dono

http://letras.terra.com.br/petrucio-amorim/905164/

Aos alunos do 3º Estudos Gerais

Olá no iniciar do Novo Milênio, marcado pela Revolução Tecnológica, o ato de educar ganha novos horizontes e utilizar os diversos recursos disponíveis ajuda-nos a produzirmos o conhecimento.
Portanto ao criar este espaço no "mundo virtual" espero podermos discutir as temáticas da Sociologia e utilizarmos essa ferramenta como instrumento avaliativo e promotor das discussões realizadas nas nossas aulas!
Espero contar com a participação na divulgação do nosso blog!!